O Solar dos Amigos, que belo local para se estar.

Foi anunciado que nas Caldas da Raínha iria estar a maior arvore de Natal da Europa, o que fez a minha curiosidade tilintar.

 

 

 

Por coincidencia tinha dois dias livres na agenda e decidir ir com pouco planeamento, apenas fui e pronto. Marquei a dormida (farei outra entrada no blog sobre esse local)  e lá fui. Cheguei ja com o dia a terminhar, o que rapidamente fez chegar a hora de jantar. Foi-me recomendado o Solar dos Amigos, fui ver a morada e puz-me a caminho. Coloquei a morada no GPS vejo que bastavam 12 min para chegar ao local, chegando lá nao havia la nada que se assemelhasse ao restaurante. Após analizar com calma a situação verifico que existem duas ruas com o mesmo nome no conselho e eu estava na errada. Não ha problema, reprogramo o GPS e vou para a "outra" rua. Cheguei em segurança e sou recebido de braços abertos no Solar dos Amigos pela Dona. A primeira coisa que me perguntam é " Quer ir para a sala com lareira ou sem lareira"?. Haverá duvidas? Com lareira por favor. Não só a sala tinha uma lereira enorme como era onde se faziam os grelhados, emanava um cheiro delicioso pelo ar, se não tivessemos apetite na hora de chegada, esse mesmo apetite iria crescer rapidamente com toda a certeza.

Desde a bolsinha de pano onde estavam os talheres, passando pela bolsinha de pano onde estava o pão quentinho, as entradas deliciosas com chouriço, pataniscas, doce de abóbora, etc a refeiçao que escolhi (bacalhau assado com batatas doce) todo o ambiente e simpatia transbordante dos funcionários e preços acessiveis, tudo era uma delícia. Vou voltar com toda a certeza.